Saiba como lidar com a intolerância a lactose

Author Google Plus - Dicas dieta

intolerancia a lactose

Muito tem se falado sobre esta condição, mas o que há de certeza em tudo o que é dito sobre a lactose? O que é exatamente a intolerância? Vamos falar sobre isso hoje.

A intolerância à lactose é a incapacidade do organismo para digerir corretamente o açúcar do leite, seja de vaca, cabra ou mesmo o leite materno. Esta é uma condição muito comum e estima-se que cerca da metade da população mundial sofre de intolerância à lactose, num grau mais ou menos grave. Na Espanha, por exemplo, entre 10% e 15% da população é intolerante à lactose e 34% têm má digestão da lactose ou intolerância de menor grau.

Agora, não confunda a lactose com lactase. O último é uma enzima encontrada no intestino delgado e é responsável pela divisão do açúcar do leite (lactose) em açúcares simples, permitindo, assim, a sua absorção correta. As pessoas que sofrem de intolerância à lactose não produzem lactase ou têm baixos níveis desta enzima, e isso faz com que a lactose não seja adequadamente digerida e absorvida e por isso sofrem de sintomas digestivos. Os que sofrem desta intolerância sabem que têm de se privar de muitas delícias que contenham leite, queijo, creme, nata, entre outros alimentos à base de leite.

Como posso saber se sou intolerante à lactose?

intolerancia a lactose

A intolerância à lactose se manifesta com sintomas digestivos, tais como dor abdominal, inchaço, gases e até mesmo diarreia. Normalmente, esses incômodos ocorrem logo após beber um copo de leite, comer queijo ou terminado um prato temperado com um molho feito com leite. Isto é, alimentos que contêm leite. Dependendo da gravidade, os sintomas de intolerância variam e podem ser mais ou menos intensos. No caso de iogurte, por exemplo, há muitas pessoas que se alimentam deles tranquilamente, porque no processo de fabricação suas enzimas decompõem a lactose, diminuindo assim a sua presença.

O diagnóstico precoce: quanto mais cedo melhor

É importante obter um diagnóstico precoce para poder levar uma vida de acordo com a condição. Geralmente é fácil determinar quem é intolerante porque já sabe que os sintomas ocorrem após o consumo de produtos lácteos. Mas você precisa consultar um médico para que ele estabeleça um diagnóstico correto e descartar outras intolerâncias ou doenças do aparelho digestivo. Além disso, quanto mais cedo você souber que é intolerante à lactose, evitará os alimentos que contém ou poderá aprender que é exatamente o que te faz se sentir melhor ou pior (iogurtes, por exemplo, como mencionamos, não tem motivos para parar de consumi-los, em muitos casos).

Alternativas aos alimentos com lactose

intolerancia a lactose

Hoje em dia, não há nenhum tratamento específico para tratar a intolerância à lactose. A única maneira de impedir que os sintomas apareçam é cuidando da alimentação. Assim, melhorarão os sintomas e, na maioria dos casos, remitirão de forma considerável ou totalmente. Outra ideia é buscar alternativas que não contenham lactose ou que tenham um teor baixíssimo que não provoque sintomas. Bebidas de soja, de arroz ou produtos lácteos sem lactose são adequadas para pessoas com intolerância ao açúcar do leite.

O que é a alergia ao leite de vaca?

intolerancia a lactose

Não confunda a intolerância à lactose com alergia às proteínas do leite: ainda que se pareça, não é o mesmo. Neste caso, estamos falando de uma alergia alimentar que desencadeia uma reação alérgica quando a pessoa entra em contato com as proteínas encontradas no leite de vaca ou de seus derivados.

Os sintomas geralmente começam a se manifestar alguns minutos após o consumo de um produto que contenha leite de vaca e a intensidade desses sintomas podem variar, dependendo do grau e tipo de alergia às proteínas da vaca que se sofre. Há pessoas que não podem tomar qualquer produto que vem da vaca, e isso inclui a carne.

A alergia às proteínas do leite pode afetar todas as pessoas, mas na maioria das vezes, afetam às crianças em idade lactante. A única maneira de tratar este tipo de alergia é evitar o consumo de produtos que contenham proteína do leite de vaca como leite e todos os seus derivados (iogurte, manteiga, nata e queijo). Na verdade, mesmo a mãe de um bebé com alergias à proteína do leite deve evitar alimentos que contenham essas proteínas, pois podem afetar o bebê. Muitas vezes a alergia desaparece quando a criança passa um tempo sem consumir produtos que contenham proteínas do leite de vaca.

É importante que as pessoas alérgicas ao leite de vaca verifiquem sempre o rótulo dos produtos antes de consumi-los, mesmo aqueles que não deveriam incluir leite entre seus ingredientes.

Orientações para o cuidado quando você não pode tolerar o leite

intolerancia a lactose

Se você recebeu um diagnóstico de “intolerância à lactose”, está na hora de se cuidar. O mais importante é reorganizar e se readaptar a rotina de alimentação. O que mais você pode fazer por sua saúde?

– Reconhecer e evitar alimentos com lactose: Cuidar da alimentação é à base do tratamento para a intolerância à lactose. Por esta razão, você tem que ser capaz de reconhecer os alimentos que contêm lactose e muitas vezes substituí-los por outros que sejam livres do leite. Existem muitas alternativas.

– Verificar os rótulos: Hoje em dia, muitos produtos contêm lactose, embora, teoricamente, não devam conter. Acostume-se a ler aos rótulos dos alimentos que você consome para evitar a compra de alimentos com lactose involuntariamente.

– Uma alimentação completa: Ao eliminar os produtos lácteos da dieta, a falta de cálcio ou vitamina D pode aparecer, por exemplo. É por isso que o iogurte tem um papel muito importante para cobrir a contribuição em cálcio. Dependendo do grau de intolerância à lactose, se este é suave poderá ser consumido diariamente. O cálcio presente no iogurte é de maior biodisponibilidade do que o que se encontra em outros alimentos. Você pode incluir em sua dieta aqueles que são ricos em cálcio e vitamina D como certos peixes, vegetais, legumes e nozes, sabendo que para satisfazer as necessidades diárias de cálcio destes alimentos, terá que fazer uma ingestão de porções muito mais elevadas.

– Cuidado com os remédios: Uma percentagem muito elevada de medicamentos contém lactose entre os seus ingredientes. Consulte o seu médio ou verifique sempre a bula antes de iniciar o tratamento médico.


Comentários via Facebook


Comentários no site

Somente os comentários no site que terão revisão dos administradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas
Tags
Copyright © 2013-2017 Dicas Dieta - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Templateparawordpress.com