Relação entre os hormônios e seu peso

Author Google Plus - Dicas dieta

Categoria:

peso capa

Seus hormônios e seu peso podem estar mais conectados do que pensa. Se a dieta não funciona, e aquela gordura localizada saltou na cintura, sem que tenha feito grandes alterações na dieta, o problema não está na quantidade de pizzas que come, mas sim sob a pele, bem abaixo das células que formam a camada de gordura. Várias partes do corpo podem transformar-se em verdadeiros depósitos de gordura por causa do desequilíbrio hormonal.

Identificando o problema

Síndrome de Cushing

Os hormônios são os mensageiros químicos, que fazem toda a conexão interna no organismo. É possível identificar se estão descontrolados, afetando o nível de gordura, avaliando as reações do organismo. Um bom exemplo: quando a gordura fica concentrada somente na barriga, mas os membros do corpo continuam magros. Este caso denomina-se Síndrome de Cushing. Dá-se pelo mau funcionamento da glândula supra renal (localizada acima dos rins), que passa a produzir excesso de cortisol.

Muito estresse é igual a muito cortisol, que por sua vez, pode ser sinônimo de uma barriga gigante. Outros sinais: o rosto também fica grande e arredondado, e, por regra, a gordura também se acumula na região da nuca. Esta síndrome não leva prejuízos somente à aparência. Internamente, seus efeitos colaterias são a hipertensão e diabetes. Para ter a segurança de que este é mesmo o problema, deve-se fazer uma bateria de exames para verificar os níveis de cortisol no organismo, onde o mais importante é o exame de sangue.

peso 1

Ginecomastia

Hormônios em desordem podem provocar ginecomastia, que ataca principalmente aos homens. Com a produção de estrogênio em excesso, a gordura acumula-se no peito. Sua ocorrência mais comum é pelo mau funcionamento do fígado. Este órgão desempenha papel crucial no metabolismo, e também na eliminação do estrogênio. Para medir os níveis deste hormônio, o mais seguro é fazer um teste denominado Estradiol Sérico.

Hipotireoidismo

Quando a pessoa está lutando contra a gordura generalizada, normalmente acompanhada de lentidão física, a condição em causa pode ser o hipotireoidismo. O hormônio vilão neste caso é o tiroxina, produzido pela tireoide, que também tem papel de extrema importância no metabolismo. Os sintomas mais comuns, além do aumento de peso, incluem pele e cabelo secos, e aumento da sensibilidade ao frio. Também pode ser detectado através de um exame de sangue que deve ser feito para verificar o Hormônio Estimulador da Tireoide.

peso 2

E, ainda que possa afetar homens e mulheres, somente elas é que podem sofrer as dores deste problema hormonal: a Síndrome do Ovário Poly Cística (SOP). Sua principal característica é o aumento de peso. Ocorre por desordens no ovário, que entre outras características, passa a excretar uma quantidade acima do normal de andrógenos, o hormônio masculino. A SOP pode ser a origem da acne, períodos menstruais irregulares, e crescimento extra de pelos, no corpo e face. Ao disparar a produção de testosterona, o aumento do peso também passa ser extra. Pode ser identificado através de uma Ultra-sonografia Pélvica.


Comentários via Facebook


Comentários no site

Somente os comentários no site que terão revisão dos administradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas
Tags
Copyright © 2013-2017 Dicas Dieta - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Templateparawordpress.com