Qual é o melhor adoçante?

Author Google Plus - Dicas dieta

Categoria:

adoçante capa

Quem deseja reduzir a ingestão de açúcar diária, tanto para emagrecer quanto para manter o corpo saudável, pode cair em uma furada ao substituir o alimento pelo adoçante. Isso porque, em muitos casos, o produto contém substâncias extremamente maléficas à saúde, favorecendo disfunções no organismo e até mesmo dificultando o emagrecimento.

O adoçante pode ser feito a partir de diversas substâncias. As mais comuns são o aspartame, sacarina, ciclamato, sucralose e steviosídeo, dentre outras. Cada um destes componentes tem propriedades distintas, sendo que muitas são prejudiciais.

Aspartame

“Já é um conhecido vilão”. A substância é cancerígena, promove efeitos colaterais e é capaz de causar danos ao cérebro.

O aspartame é constituído em 50% de fenilananina, além de ácido aspártico e metanol. O ácido aspártico se converte em glutamato, substância que excita os neurônios e, em excesso, pode destruí-los.

Já a fenilananina é fabricante de neurotransmissores como a dopamina, noradrenalina e adrenalina, que, se produzidos em excesso, podem causar insônia e alteração de humor. A grande concentração deste aminoácido pode também reduzir os níveis de serotonina, neurotransmissor responsável pelo bem estar e felicidade. Sua deficiência causa desânimo, depressão e compulsão por doces.

Além de disponível em gotas e pó, este tipo de adoçante está presente em refrigerantes light, diet e zero.

Sacarina e ciclamato

Também são componentes prejudiciais. O ciclamato pode potencializar carcinógenos, agentes que sensibilizam o corpo para o surgimento do câncer. Já a sacarina foi associada ao aumento do risco de câncer de bexiga.

adoçante 1

Sucralose

É o único adoçante liberado para grávidas e crianças. No entanto, estudos sugerem que a sucralose elimina a flora bacteriana boa do intestino, que é, dentre outras coisas, responsável por manter a imunidade do organismo fortalecida e promover a absorção adequada de nutrientes.

Além disso, durante sua digestão, a substância forma ácido hipocloroso, um radical livre que, em excesso, pode acelerar o processo de envelhecimento, causar uma série de doenças e, inclusive, prejudicar o emagrecimento.

Xarope de agave

Com aparência semelhante ao mel, é uma opção mais natural de adoçante. O xarope de agave é mais doce que o açúcar e tem menor nível glicêmico. No entanto, se consumido em demasia, é capaz de se unir às proteínas presentes no organismo e caramelizá-las, gerando substâncias maléficas e, inclusive, destruindo o colágeno da pele.

adoçante 2

Steviosídeo

Extraído da planta stevia, é uma das alternativas mais seguras, já que não causa mal algum ao organismo. O ponto negativo, no entanto, está no sabor, que é um tanto amargo.

Xilitol

Outra escolha saudável, o xilitol é um adoçante natural, com 40% menos calorias que o açúcar e poder adoçante similar. Não estimula a liberação de insulina e, por isso, tem baixo índice glicêmico.

Cuidados com o adoçante

Consumir mais de 20 g do produto por dia pode causar diarreia.

Recomendamos substituir, sempre que possível, o açúcar e o adoçante pelo doce natural das frutas. Em alguns sucos e shakes, lance mão das frutas secas para intensificar o doce naturalmente. Tâmaras e passas fazem bem esse papel.


Comentários via Facebook


Comentários no site

Somente os comentários no site que terão revisão dos administradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas
Tags
Copyright © 2013-2017 Dicas Dieta - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Templateparawordpress.com