Benefícios do azeite de oliva

Author Google Plus - Dicas dieta

beneficios do azeite de oliva

É só perguntar por alimento natural, extremamente saudável e característico da conhecida dieta mediterrânea, é possível que o azeite de oliva seja um dos primeiros alimentos que te veja a cabeça. Como devem saber é um azeite natural produzido a partir do fruto da oliveira. Podemos diferenciar distintos tipos de azeite de oliva, entre eles encontramos com o próprio azeite de oliva simples (refinado), o azeite de oliva virgem e o azeite de oliva extra virgem. Entre as duas opções mais recomendadas desde um ponto de vista nutricional como saudável, podemos mencionar sobre tudo o azeite de oliva virgem e o azeite de oliva extra virgem, devido suas condições térmicas adequadas para que o azeite não seja alterado.

No que se refere à quantidade diária recomendada de azeite de oliva, não só é recomendável consumir azeite de oliva regularmente, também é aconselhável consumi-lo em quantidades recomendadas desde um ponto de vista nutricional. Por exemplo, o equivalente a uns 50 gramas de azeite de oliva por dia, sendo que algumas dessas colheres de sopa podem ser consumidas em jejum. Se consumido sozinho seus benefícios e propriedades são ainda maiores, lembrando que nenhuma forma de cozimento intervém negativamente em alterar suas diferentes propriedades.

Benefícios do azeite de oliva

beneficios do azeite de oliva

O azeite de oliva extra virgem é um produto muito utilizado na gastronomia por seu sabor suave e por as múltiplas propriedades que tem para a saúde. Este produto foi fonte de pesquisas durante muitos anos e atualmente foram atribuídos muitos benefícios, tanto para a saúde como para a beleza.

Este tipo de azeite contém quantidades importantes de gorduras monoinsaturadas e ácido oleico, os quais foram relacionados com uma redução do risco de doenças cardíacas. Além disso, contêm antioxidantes e outros nutrientes antiinflamatórios que poderiam reduzir os níveis de colesterol mau, combater os radicais livres e prevenir o envelhecimento prematuro.

Você ainda não incluiu o azeite de oliva em sua dieta? Hoje vamos mostrar 10 importantes benefícios do azeite de oliva extra virgem para que você possa se interessar e consumi-lo com mais frequência em sua dieta.

Poderia ajudar a perder peso

O azeite de oliva extra virgem poderia ser de grande ajuda para as pessoas que desejam perder peso. Isto acontece já que ele fornece uma sensação de saciedade e contém gorduras saudáveis que poderiam estimular a perda de peso. Neste caso é recomendável consumir com moderação, já que ele pode ter um efeito laxante no organismo.

Alivia as dores

Por seu teor oleocanthal, o azeite de oliva tem uma ação anti-inflamatória que poderia ajudar a reduzir as dores relacionadas com as articulações e os músculos. Varias pesquisas concluíram que as pessoas que consomem regularmente azeite de oliva têm menos doenças que aquelas que não o consomem.

Poderia prevenir o declínio mental

Por seus altos teores de gorduras saudáveis monoinsaturadas, o azeite de oliva poderia retardar ou impedir o declínio mental, o que está vinculado a doenças mentais como o Alzheimer.

Tem propriedades anticancerígenas

Um recente estudo determinou que as pessoas que consomem azeite de oliva frequentemente em sua dieta tem menos incidência de sofrer de câncer. Este importante efeito poderia estar relacionado com seu alto teor de ácido oleico, este por sua vez é o ácido predominante neste alimento. Além disso, o azeite de oliva contém antioxidantes, flavonoides, polifenois e esqualeno, os quais também seriam chave neste benefício.

Aliado contra o diabetes

Em estudo publicado pela revista científica Diabetes Care, revelou que qualquer dieta mediterrânea que tem azeite de oliva é capaz de reduzir os casos de diabetes tipo II até uns 50%. Isto acontece, pois o azeite de oliva contém gorduras saudáveis que poderiam ajudar a regular o açúcar no sangue e a produção de insulina.

Fortalece o sistema imunológico

O sistema imunológico é muito importante para saúde, já que é o responsável por combater os vírus e outros microorganismos que podem provocar doenças comuns e crônicas. O azeite de oliva é rico em antioxidantes e outros nutrientes essenciais que podem ajudar a fortalecer o sistema imunológico e oferecer proteção contra as doenças.

Diminui a pressão arterial

Somente três colheres de sopa diárias de azeite de oliva podem ajudar a diminuir os níveis altos da pressão arterial. Segundo vários estudos, as gorduras saudáveis do azeite de oliva poderiam ajudar a reduzir a pressão arterial sistólica e diastólica.

Controla o colesterol

O azeite de oliva também é um bom aliado para regular o colesterol e eliminar os excessos de colesterol mau no organismo. As gorduras monoinsaturadas aumentam os níveis de colesterol bom e estimulam a eliminação de colesterol mau, prevenindo ao mesmo tempo problemas cardiovasculares.

Diminui o frizz do cabelo

As gorduras saudáveis e nutrientes do azeite de oliva também podem ser usadas para a saúde do cabelo. Neste caso pode utilizar o azeite de oliva extra virgem para diminuir o frizz do cabelo e conseguir esse penteado que tanto deseja. Esqueça o gel e outros produtos químicos que danificam o cabelo; o azeite de oliva é uma opção saudável que te ajudará a eliminar o frizz, regenerar o cabelo e conseguir um brilho único.

Hidrata a pele naturalmente

Um dos melhores hidratantes naturais para a pele é o azeite de oliva. No entanto no mercado existem muitos cremes hidratantes para usar todos os dias, o azeite de oliva é uma excelente alternativa que te permite hidratar profundamente a pele e suaviza-la, previne os sinais de envelhecimento prematuro e protege dos danos causados pela exposição ao sol.

Propriedades do azeite de oliva

beneficios do azeite de oliva

O azeite de oliva possui umas propriedades específicas que o fazem perfeito para a cozinha, devido Sua combinação particular de ácidos graxos e uma grande quantidade de vitamina E. Estas duas características, como vamos ver logo mais fazem do azeite seguro na hora de expor os alimentos a altas temperaturas, um alimento saudável para o sistema cardiovascular (equilibra os níveis de colesterol HDL e LDL) e um produto duradouro graças a seus componentes antioxidantes.

– Contém ácidos graxos insaturados muitos benéficos para o coração
– É rico em vitamina E, a grande oxidante.
– Possui polifenois que evitam a formação de células cancerígenas e previnem o envelhecimento
– Suas gorduras monoinsaturadas reduzem os níveis de colesterol (LDL) e aumentam os níveis do bom (HDL).
– Favorece a assimilação de gorduras pela síntese hepática dos sais biliares.
– Seus ácidos graxos poliinsaturados satisfazem as necessidades diárias.
– Reduz os índices açúcar no sangue por isso é recomendado para os diabéticos.
– Favorece e estimula o transito intestinal, prevenindo a prisão de ventre.
– Ao conter uma grande quantidade de polifenois previne as doenças degenerativas como o Alzheimer e o envelhecimento prematuro.
– Favorece a absorção de cálcio.

Os ácidos graxos do azeite de oliva

Para compreender o quão saudável pode chegar o consumo de azeite de oliva, primeiro temos que conhecer as características específicas de seus ácidos graxos.

Como sabemos, um excesso de gorduras saturadas na dieta pode chegar a ser muito prejudicial para o sistema cardiovascular. O azeite de oliva é pobre neste tipo de gorduras. Já as gorduras mono e poliinsaturadas são benéficas por distintas razões e precisamente na composição e diferente destas últimas onde o azeite de oliva reserva um as na manga.

Vamos revisar primeiro o teor de cada uma delas no azeite de oliva.

– ácidos saturados 12%
– ácidos monoinsaturados (ácido oleico) 70%
– ácidos poliinsaturados 10%

Gorduras saturadas do azeite de oliva

As gorduras saturadas também tem sua função no organismo e são necessárias. O problema surge quando, como em tudo, o excesso na quantidade. As modernas dietas industrializadas incluem grandes quantidades de gorduras saturadas que estão provocando alarmantes problemas de saúde entre a população.

No entanto o azeite de oliva é pobre neste tipo de gordura, em torno de uns 12% de suas gorduras são saturadas. Portanto neste sentido não precisa se preocupar.

Gorduras monoinsaturadas

Como vimos, o azeite de oliva é especialmente rico em gorduras monoinsaturadas (o 70%). O mais benéfico deste tipo de gordura é que regula nos níveis de colesterol, quer dizer baixam o mau (LDL) e aumentam o bom (HDL).

Os famosos poliinsaturados são muitos benéficos para o coração, sim, mas ainda abaixam os níveis de LDL, não aumentam o de HDL e nas ultimas pesquisas asseguram que o risco não está em ter um colesterol “mau” alto, mas ter níveis desproporcionais de ambos.

Gorduras poli-insaturadas

Como vimos os ácidos graxos poliinsaturados são os que mais favorecem o bom funcionamento das artérias e o sistema cardiovascular. No entanto, não tem a capacidade de aumentar o colesterol bom (as gorduras monoinsaturadas se encarregam disso). O azeite de oliva possui 10% deste tipo de gordura. Na realidade este numero é algo maior em outros azeites de sementes, mas esta quantidade é mais que suficiente na dieta.

O azeite de oliva e o calor

Todos os azeites sofrem mudanças importantes em sua composição quando são esquentados, sobre tudo aqueles ricos em gorduras poli-insaturadas, mas como já mencionamos, o azeite de oliva é uma exceção. Dependendo do grau, dos distintos tipos de azeite ou substâncias tóxicas altamente cancerígenas, transformando-os nas autenticas gorduras trans (a mais prejudicial de todas).

O azeite de oliva é o melhor que resiste ao calor, comparado com os outros azeites e óleos de sementes que são mais ricos em ácidos graxos poliinsaturados. Antes de chegar a produzir substâncias tóxicas o azeite de oliva podem suportar até 210°, no entanto os outros aguentam no máximo uns 140°. Porém esta informação não é muito precisa e contraditória quando você pesquisa sobre o assunto na internet. Se você quer ter uma informação mais precisa sobre este assunto, aconselho a buscar ajuda de um especialista.

O azeite de oliva e a oxidação

Pela mesma razão, as gorduras dos azeites são susceptíveis à oxidação, igualmente os óleos ricos em ácidos poliinsaturados são mais sensíveis. Visto que o azeite de oliva não é rico neste tipo de gordura suporta melhor a oxidação.

Por outro lado, o azeite de oliva é mais rico em vitamina E, um ótimo antioxidante. Isto faz que este azeite seja mais resistente ao tempo e à conservação durante períodos mais prolongados. Esta é a razão de que muitos alimentos utilizem o azeite de oliva como meio de conservante (atum, queijo, carne).

A melhor maneira de prolongar a vida do azeite de oliva com suas qualidades nutricionais, seu, sabor e sua textura em perfeito é mantendo longe da luz, do ar e de temperaturas muito extremas.

Tipos de azeite de oliva

beneficios do azeite de oliva

Existe uma grande diferença entre os distintos procedimentos com os que se extrai o azeite de oliva. A maior parte dos que encontramos no mercado sofreram processos com altas temperaturas que produzem uma série de resíduos que tem que “refinar” fazendo com que a maior parte de suas propriedades se perca.

Os tipos de azeite de oliva que encontramos no mercado, sã os mesmo que já mencionamos no artigo.

– Extra virgem: é o que tem maior grau de acidez (até 0,8), por conseguinte vem de azeitonas de maior qualidade que contém maior concentração de ácidos graxos insaturados. Além de ter sido elaborado com procedimentos que não destroem suas propriedades nutricionais.

– Virgem: também foi elaborado com ótimos procedimentos, mas a qualidade da azeitona é algo pior com um grau maior de acidez (até 2,00).

– Puro: tenha muito cuidado na hora de escolher um azeite de oliva “puro”, já que isto simplesmente significa que foi feito com somente azeitonas, mas não quer dizer que não foi tratado com altas temperaturas.

– Refinado: a partir de um procedimento em altas temperaturas que requerem o refinamento de substâncias tóxicas e acabam perdendo grande parte de suas propriedades nutricionais.

Está mais do que comprovado que o azeite de oliva com maior qualidade é o extra virgem. Tente comprar em um estabelecimento de produtos ecológicos, já que seu cultivo é livre de pesticidas.

Conclusão sobre o azeite de oliva

Os benefícios amplamente demonstrados do azeite de oliva na saúde cardiovascular das populações que consomem uma dieta mediterrânea, assim como sua combinação de ácidos graxos e seu teor em vitamina E, convertem o azeite de oliva em um dos mais ideais para cozinhar, sobre tudo quando se trata de expor alimentos a altas temperaturas. Além de ser um dos que mais resiste com o passar do tempo e a oxidação e sem duvida um dos mais saborosos.


Comentários via Facebook


Comentários no site

Somente os comentários no site que terão revisão dos administradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas
Tags
Copyright © 2013-2017 Dicas Dieta - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Templateparawordpress.com