3 alimentos desconhecidos, mas super saudáveis

Author Google Plus - Dicas dieta

Categoria:

quinoa

Quer deixar a sua dieta mais variada e saudável? Que tal investir em alimentos pouco conhecidos, mas com propriedades que fazem seu consumo quase irresistível? O Dicas Dietas te contará quais são os 3 alimentos que você precisa experimentar:

Quinua

Considerada um cereal sagrado pelos povos incas desde a antiguidade, a quinua (quinoa) é atualmente cultivada na Bolívia e consumida no mundo inteiro devido aos seus benefícios já reconhecidos, como excelente fonte de aminoácidos e carboidratos de baixo índice glicêmico (fornece uma energia de longa duração). Isso evita a produção em excesso de insulina, o hormônio responsável pelo estoque de gordura localizada.

É completa em proteínas, já que cada grão contém 20 aminoácidos diferentes, e de boa absorção – quase uma exclusividade dos alimentos de origem animal. Por esta razão é uma excelente opção para compor refeições para quem pratica atividade física e deseja recuperar e manter os músculos, acelerar o metabolismo e queimar mais calorias. Outra vantagem é ser rica em gorduras insaturadas como ômega 3. Também possui vitaminas B, C e E.

Sugestão de Consumo: pode ser encontrada de várias formas, como farinha, flocos, grãos e também biscoitos, pães e bolos.

Semente de Chia

A chia é uma planta herbácea original das regiões da Guatemala, México e da Colômbia. De acordo com a profissional, sua semente tem propriedades nutritivas especiais, e antigamente era consumida por civilizações astecas, que a utilizavam pelo efeito antioxidante, já que ao consumir era percebida uma melhora na disposição, na força e resistência.Em contato com a água a semente de chia forma um gel e devido a alta concentração de fibras, intensifica a sensação de saciedade, o que a torna muito boa para quem quer emagrecer.

Os principais componentes da semente de chia são:

Ômega 3: uma das mais ricas fontes de ômega 3. Fica acima da linhaça e do salmão no ranking dos alimentos ricos neste nutriente.

Cálcio: contém excelentes concentrações de cálcio, sendo uma ótima opção para ajudar a complementar a necessidade diária deste mineral. É também uma opção como fonte de cálcio para pessoas alérgicas, intolerantes ou que não consomem leite e derivados.

Magnésio: contém uma concentração duas vezes maior de magnésio quando comparada a algumas oleaginosas como castanhas e nozes.

Manganês e fósforo: apresenta concentrações superiores as encontradas em vegetais verde escuros que também são fonte destes nutrientes.

Proteínas: ótima fonte de proteína, já que fornece todos os aminoácidos essenciais (que precisam ser consumidos pela alimentação pois nosso organismo não produz).

Fibras: a alta concentração de fibras alimentares faz da chia uma aliada no emagrecimento, porque aumenta a saciedade, e na boa digestão, já que facilita o funcionamento intestinal.

Antioxidantes: possui elementos de efeito antioxidante que a fazem muito eficaz para saúde do corpo em geral.

Sugestão de Consumo: a semente de chia pode ter diversos usos na cozinha. Sua ação emulsificante pode ser aproveitada em massas de pães, bolos, tortas e afins. Além disso, pode ser misturada a outras sementes e colocada sobre frutas para o consumo diário, já que a recomendação para exercer tais efeitos é de uma colher de sopa ou 11g por dia.

Amaranto

Originário da América Central, já era consumido frequentemente por nossos ancestrais incas, astecas e maias. Existem várias espécies diferentes, todas com excelentes propriedades nutricionais e funcionais. Da desnutrição à obesidade, o amaranto pode trazer benefícios. Estudos recentes, realizados aqui no Brasil pela UNICAMP, mostraram melhora no colesterol, na hipertensão e na resistência à insulina em pacientes que fizeram a utilização de 30g do grão diariamente.

É rico em nutrientes que podem ajudar o metabolismo a funcionar de forma equilibrada e saudável, como proteínas, lipídeos, ferro, zinco, cálcio, fibras evitaminas do complexo B. A farinha do amaranto também pode ser usada pelos celíacos, já que, diferentemente do trigo, ela não contém glúten – a proteína do trigo que causa reação alérgica nesse grupo de pessoas.

Sugestão de Consumo: pode ser utilizado para fazer pães, bolos, tortas, sucos, saladas,sopas e em mix de cereais. Podem substituir arroz, macarrão e batatas.


Comentários via Facebook


Comentários no site

Somente os comentários no site que terão revisão dos administradores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas
Tags
Copyright © 2013-2017 Dicas Dieta - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Templateparawordpress.com